habitos

Eliminando maus hábitos – o vício no celular

O vício no celular fica evidente a cada dia que passa, entre jovens, adultos e até mesmo crianças.

Além de tentar evitar passar um tempo exagerado no aparelho, segue algumas dicas para controlar melhor o tempo que passa utilizando-o.

  1. Aplicativos que mostram quanto tempo você usa o aparelho e quais são os aplicativos que te consumem a maioria dos minutos.
    Há vários aplicativos para isso, entre eles:
    MENTHAL
    Resultado de imagem para menthal

    Ou FOREST, que te desafia a não utilizar o aparelho por no mínimo 30 min
    Resultado de imagem para forest app
  2. Desligar o aparelho (desligar é diferente de colocar no silencioso)
    Sim, é difícil encontrar pessoas hoje em dia que de fato DESLIGAM o celular. Fazendo isso, com certeza ficará menos tentado (a) de mexer no aparelho.
  3. Colocar para carregar longe de você (Quem nunca sentou no chão por causa da tomada que estava usando???)
    Colocar o celular longe para cumprir as tarefas diárias com certeza vai tornar seu dia mais produtivo.

 

posts

Coisas de Madre Teresa

O seminarista francês Emmanuel Leclercq é autor, entre vários outros livros, de “Méditer avec Mère Teresa” (“Meditar com a Madre Teresa”). Em entrevista à uma rádio francesa, contou que nasceu em 1982 numa favela de Bombaim, e, dez dias depois, foi abandonado pela mãe em uma lata de lixo em frente a um orfanato da congregação das Missionárias da Caridade.

Naquele dia a própria Madre Teresa foi visitar o local e encontrou a criança que foi imediatamente levada para dentro.

emmanuel

Eu devo tudo à Madre Teresa. Devo a ela o meu nascimento, devo a ela, por completo, toda a minha vida, disse o seminarista.

Depois algum tempo aos cuidados das missionárias, Emmanuel  foi adotado. Seus novos pais eram um casal francês e seus novos quatro irmãos eram um indiano, um haitiano e dois franceses. “Uma comunidade de amor“, resume ele.

“Na palavra ‘abandonner’ está a palavra ‘donner’“, observa ele, em referência aos termos franceses para “abandonar” e “doar”. E continua, demonstrando compreensão e misericórdia para com sua mãe biológica, que se viu forçada pela miséria a abandoná-lo diante do orfanato das missionárias:

A minha mãe me abandonou para me doar a vida, e me doou a vida de uma forma extraordinária, porque foi a Madre Teresa que me tornou digno dessa vida“, concluiu Emmanuel.

fonte: http://pt.aleteia.org/2016/09/08/emmanuel-o-recem-nascido-abandonado-no-lixo-e-salvo-pela-madre-teresa/